sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Não digam ao D. Quixote que a menina mais linda é a minha menina!

E depois como é que vai ser? Sim! E depois como vai ser. Como é que depois vai ser, se agora já o é? Chego a casa e pergunto sempre se ela já está, mesmo sabendo que sim, que já está. Chego a casa e pergunto se ela já está, mesmo sabendo que ainda não está . Vou ao escritório pousar pastas e papéis, e, logo que saio, volto a perguntar se ela já está, mesmo sabendo que sim; mesmo sabendo que não. Vou ver o cão, que não se cala enquanto o não for ver, e, logo que entro de novo, pergunto se ela já está. E quantas vezes me vem uma resposta cansada de tanto perguntar por ela! Mas, dali a pouco, eu volto a perguntar por ela. E só termino quando, como que distraído, vou até ao sítio onde ela está; ou, então, só termino quando a sinto na rua a chegar e me levanto pronto para a lhe ir abrir o portão pequeno do jardim, que é por onde ela sempre entra.
E depois como vai ser? Até agora, ela estava sempre, pois quando não estava, estava para vir. Mas, a partir de agora, como é que vai ser?
Ela, a minha menina, a mais linda do mundo, vai a casar. Amanhã. Na minha aldeia, que é a aldeia mais linda. A aldeia dos seus últimos 15 avós paternos. Eu vou levá-la ao altar. Sei que vou chorar. Sei que vou estar feliz.
Mas depois como vai ser? Eu sei que vou continuar a chegar a casa, e que vou continuar a perguntar se ela já está. Ou quando é que vai chegar.
Não sei como é que vai ser. Mas sei que ela vai estar sempre lá: em todos os cantos; no meu coração; e no coração da senhora sua mãe.
Por isso, eu vou continuar a perguntar se ela já está. Ou quando vai chegar.
A minha menina vai a casar.
Não sei como vai ser, mas eu vou continuar a perguntar por ela ao chegar a casa.

Nota 1: Eu disse que a minha menina era a menina mais linda do mundo. Eu tinha que dizer a verdade, não acham? Perdoar-me-ão a sinceridade. Mas, por favor, não digam nada ao meu D. Quixote, não vá ele travar-se de razões comigo por causa daquela sua mania tola sobre a Dulcineia. Nunca fiar com o D. Quixote, não acham?

Nota 2: Este texto não tinha nada que ser escrito aqui. Mas aqui o deixo para mostrar a gratidão, o apreço e a simpatia que nutro por quem teima em visitar-me , mesmo não encontrando nada já há muito tempo. Prometo, porém, que, doravante, vão voltar a encontrar coisas, mesmo que singelas.
Um grande abraço para todos.

13 comentários:

Betania disse...

Querido Professor;

Foi com grande tristeza que recebi a notícia de que não mais exerceria a sua vocação junto daqueles que avidamente o procuram .Não quis nem acreditar.Poderia receber a notícia de que qualquer outro professorzeco tivesse abandonado o ensino,desde que esse Professor não fosse o Grande Mota!E agora?Que vai ser daquela gente que depositava em si a própria vida aliada à ânsia do saber?Que vai ser daquelas almas sedentas daquele amor que só o Professor possuía a capacidade de transmitir!?Calculo que para ter tomado a posição que tomou,teve motivos sérios e respeito.Quero de facto acreditar que esses mesmos motivos sérios foram com verdade a razão pela qual largou o seu precioso rebanho,isto porque ainda me digno a ser das alunas que se recorda como se fosse hoje uma frase muito sua:"No dia em que desistir de ser Professor,internem-me!"Eu e muitos recordamo-nos destas palavras reconfortantes e acomodámo-nos à certeza de que se o perdessemos seria porque nós tinhamos chegado ao final do nosso percurso,e não o inverso.Pessoas como o Professor,não desistem!!!Pessoas como o Professor vão á luta uma e duas vezes e sorriem sempre!O que aconteceu ao Mestre!?Estou indignada e acredite que não estou sequer a tentar fazer nenhum esforço para transparecer o oposto!É REVOLTANTE!É TRISTE!É ...a vida,essa grande meretriz que nos tira o bem mais precioso!Orgulho-me de ter sido sua aluna,sou uma previligiada!Fez de mim GENTE!!!=( Porquê...?!

Não me conformo,e eu sou só sua ex-aluna...imagino como se sentirão as suas recentes ovelhas que estavam ainda na fase da domesticação e ainda assim,já tinham por si um amor muito característico,que por si e SÓ POR SI deixam que uma lágrima lhes esconda os rostos tristes,perdidos.

A questão aqui é; por muitos professores que possam tentar substituir o efeito nunca vai ser o mesmo porque este MESTRE é INSUBSTITUÍVEL!!!

Uma parte de mim morreu ao ter conhecimento da sua ausência,eu sei que deve cansar ser Professor num país em que este Profissão não é mais respeitada,e em que os próprios Professores não se sentem mais dignificados.Ser Professor é ARTE e a arte quando imitada perde toda a sua autenticidade.

O que mais admiro em si é a sua autenticidade,o facto de ser extremamente genuíno...!

Vou ter saudades e alio-me aos seus rebanhos neste profundo pesar!

Desejo-lhe tudo o que o menino do arco-íris merece!=)


Ah,e muitas felicidades para a sua menina.Se tiver de chorar,chore!Homens como o Professor não devem nunca morrer...e se morrerem que morram de pé!

Betânia*

IBEL disse...

Que bom, que bom! voltaste, António Mota!
Olha,ia agora desligar o computador e puxou-me a mão para o tempo que nunca se sabe como vai estar.Mas eis que te encontro a falar da tua menina e eu pensei"como vou dizer ao tempo que a minha menina é a mais bonita?".
E começou-me a menina dos olhos a embaciar, a orvalhar, a chuviscar e depois disse para os meus botões" hoje vou dizer-lhe que sim, que a filha dele é a mais bonita e que o D. Quixote está muito inquieto e que.
Sabes?A minha filha chegou há pouco do Porto, cansadíssima, depois de uma semana de trabalho e, quando entrou em casa, eu senti um violino a tocar cá por dentro, mais um piano e um acordeão.Então reli o teu texto e achei que te devia dizer que a tua menina vai ser sempre a mais linda do mundo, depois da minha, claro está.
A vida cresceu, António Mota,e as meninas nossas agarraram-se a ela, para que se cumpra o ritual do tempo.
Tens as barbas brancas,tens cabelos brancos, mas tens olhar de menino, que eu bem reparei.E é esse menino que tem já saudades da menina que embalou nos braços e que pelo braço a há-de levar ao altar para que o amor se cumpra de uma outra forma.
E fico à espera que dês notícias desse dia,naquele jeito dialogante e maroto, como só tu sabes contar.


P.S.Como se chama a menina?

Ah!Já sei, não queres dizer por causa do tal quixote...

Betania disse...

Ah,passe no meu blog.Deixei-lhe lá uma coisinha...!

Anónimo disse...

"Eu vou levá-la ao altar"

E foi o que foi feito... mas partilhou o trajecto com os seus 2 lindos (isto sou eu a armar-me) meninos...

Terá sido por acaso o trajecto?

Do cruzeiro (ficaria melhor da fonte) até à torre do sino... e da torre até à PORTA da igreja e ai sim CUMPRIU ORGULHOSO...

BEIJO ENORME, PAI

Dreamer disse...

Chegou até a mim um rumor, no qual se fala de que o Grande, o Mestre, o Perseverante Docente deixou de ensinar!

Será verdade???
Espero bem que não!!
Mas temo verdadeiramente que sim...

Triste notícia esta!!

Gostaria de perguntar o porquê,
mas não o faço!
Porquê?
Porquê acredito que tudo isto é uma estratégia do mesmo! ;)



Caro professor,

Daqui fala uma ex-proto-projecto-embrionário-com-capacidade-de-chegar-a-aluna que ficou extremamente triste com a sua decisão de deixar leccionar... Enfim, sei que aparentemente parece que desistiu, mas sei que lá no fundo o Professor nunca desiste! ;)

Almejo as maiores felicidades para si e para a sua menina (aquela que tenho o orgulho de ter o mesmo nome! :) )

Despeço-me assim, com o desejo de o reencontrar e aprender ainda mais consigo!

Catarina (espero que se lembre de mim! ;))



P.S.- Segue-se uma analogia engraçada :

Assim como a fénix renasce das cinzas,
Assim como S. Sebastião irá voltar do nevoeiro,
Assim como Portugal terá o Quinto Império,
Assim como a brasileira foi fechada pela ASAE e irá reabrir restaurada, (esta é parte que era suposto ter a sua graça! ;))
O Professor irá voltar mais forte, mais firme e se é que possível com mais histórias para contar e ensinar!! ;D

Vanessa disse...

LINDO...
Lindo é fazer sempre o bem e não o melhor...
Lindo é aprender a superar as magoas do coração...
Lindo é poder fazer as pessoas sorrirem...
Lindo é ser você humildemente...
Lindo é estar de bem com a vida...
Lindo é você que pensa no amor...
Porque a verdadeira beleza que nunca se acaba é aquela que enxergamos com os olhos da alma, edificando nossos sentimentos e construindo um infinito caminho de paz e felicidade pra nós e para todos que de alguma forma fazem parte da nossa vida...

Vanessa

Muita paz meu querido!
As suas palavras são cheias de amor...

Vanessa disse...

Passe...
Passe sempre as coisas boas que existem no seu coração...Independente da situação...do momento...das pessoas...O bem sempre é bem vindo para aqueles que buscam a sua verdadeira felicidade... Que a paz de Jesus permaneça em nossos corações... Para que a força dessa benção seja capaz de confortar os sentimentos da nossa alma...E semear a luz do amor verdadeiro nos horizontes da vida... Vanessa... :)

IBEL disse...

João,

Obrigada por ter contado um bocadinho da história da menina que D.Quixote desconhece.
Mas já deu para ter uma ideia e foi lindo, de certeza!
Peça ao seu pai que volte ao blog.Diga-lhe que revisitei a Bianca e os frutos que nela se deitaram e que não encontro mais nenhum outro recanto que tanto me surpreenda pelo inesperado.
Peça ao poeta e ao homem que regresse ao jardim da violeta, da beija-flor e segregue-lhe ao ouvido que a gaivoar precisa das asas do tempo, mesmo que breves.
Faz isso por mim?
Um beijinho para si.

Betania disse...

Olá,
já que ninguém se chega à frente para reclamar as saudades que sente suas,cá está esta alma caridosa a fazer o favor de lhe pedir para que renasça das cinzas,até a fénix o faz porque não o faz também,o Senhor!?
Estamos com saudades suas,da sua sensatez,da forma subil com que extravasa a sua revolta contra o sistema,seja ele qual for.
Fale-nos dos perdigueiros,das vindimas,do golfe,o que quiser mas Fale POR AMOR DE DEUS(por muito ateu que seja)!

Temos vontade de sonhar consigo,não nos negue este desejo!

Abraço!

Betania & Letícia!

José machado disse...

Ele há raios que fazem estremecer as pedras, e outros há que as partem e lhes expõem o miolo. Sai de casa quem te saiu do corpo e tu vais sentir as mesmas lágrimas, as mesmas incertezas, as mesmas ânsias de renovação. Depois passa os olhos e as mãos pela vinha e sente a minha mão nos teus ombros: ambos brindaremos ao amor. Parabéns, amigo Mota.

Mar de Bem disse...

Toc, toc...
...com licença, só quero espreitar...ter o privilégio de entrar neste IMENSO AMOR...e, se me dão licença, vou sair de mansinho...não vá estragar alguma coisa...

Bons e reais sonhos!

IBEL disse...

Mar de Bem,

Tu nunca estragas nada!Que bom ver-te por bons caminhos!!!!!!

Anónimo disse...

Os teus amigos adoram-te.Se feliz!